easy site maker

Sistema de Freios

São considerados itens de extrema importância para a segurança do veículo. Quando acionados, exercem uma força para deter o movimento das rodas, desacelerando o veículo até sua parada. Para que isso aconteça, os componentes do sistema de frenagem têm de cumprir sua função de forma eficiente. Se for corretamente conservado e ajustado, o sistema de freio proporciona ao motorista a garantia de uma frenagem segura. Os sistemas de freios são projetados para cada veículo, tendo em vista tamanho, peso e condições de uso. Nos automóveis, atuam sobre as quatro rodas e são comandadas por um pedal. O freio de estacionamento é normalmente comandado por uma alavanca e atua apenas nas rodas traseiras. Com o passar do tempo, a evolução do sistema de freio tem sido contínua. No início, era do tipo cunha, passando pelos freios a tambor acionados por cabos e varões, freios hidráulicos e freios a disco, até chegar aos modernos sistemas de freios computadorizados, como o ABS.
Precauções
Com o uso intenso dos freios, causado pelos esforços e altas temperaturas, o sistema sofre o desgaste natural de seus componentes. A substituição dessas partes é uma necessidade prioritária, devendo ser feita regularmente. Veja a seguir os itens que devem ser observados:
a) Fluido de freio: deve ser verificado semanalmente. Se for necessário, deverá ser completado com fluido recomendado pelo fabricante ou de qualidade superior. 
Importante: o fluido de freio baixo é sinal de desgaste nos componentes ou vazamento. Portanto, caso haja essa indicação, deve ser realizada uma avaliação do sistema. É recomendada sua substituição anualmente.
b) Pastilhas, discos, lonas e tambores: tanto o disco como a pastilha precisam apresentar a espessura mínima recomendada. Pastilhas gastas não apenas prejudicam a eficiência de frenagem, mas também causam desgaste acelerado nos discos, necessitando que sejam retificados ou trocados. É necessário que o estado das pastilhas seja verificado a cada 5 mil quilômetros rodados. As lonas devem ser trocadas entre 25 mil e 40 mil quilômetros e verificadas periodicamente. Os tambores também devem ser checados quanto à ovalização e ao diâmetro máximo.
c) Vazamentos: também fazem parte dos defeitos mais frequentes do sistema de freio e devem ser observados, pois prejudicam substancialmente a eficiência da força de frenagem. Os componentes do sistema que devem ser checados são os dutos de cobre, os flexíveis, o hidrovácuo, o cilindro-mestre, as válvulas equalizadoras e limitadoras de pressão, as pinças, os sangradores, os cilindros de rodas e as conexões. Os vazamentos internos também devem ser verificados.
Recomendações finais
A maneira de condução do veículo também influencia substancialmente na durabilidade do sistema. Por isso, não é recomendado pisar no freio de forma brusca, mas sim progressivamente e com antecedência. Além disso, os freios devem ser utilizados com a marcha engatada, para diminuir o desgaste das pastilhas e discos.
Na rede de lojas Bailon são encontrados produtos para freios das melhores marcas e profissionais altamente qualificados e treinados.